• Preconcepção

    Mesmo antes de engravidar, o que a mulher come ajuda a determinar a saúde reprodutiva e, mais importante, influencia a capacidade de engravidar e continuar grávida. As mulheres que tentam engravidar devem garantir a ingestão adequada de ômega 3 DHA, vitaminas e minerais para preparar o corpo para a concepção e uma gravidez saudável. Os passos importantes no desenvolvimento infantil ocorrem durante as primeiras semanas de gravidez, quando a maioria das mulheres não sabe que está grávida. Portanto, recomenda-se às mulheres que estão tentando engravidar que preparem seus corpos ingerindo um suplemento pré-natal.

    Saiba mais sobre os principais nutrientes: Ácido fólico, Colina, Ômega 3 DHA, Vitamina E

    Ômega 3 DHA: o DHA, um ácido graxo ômega 3 de cadeia longa, é o ômega 3 mais abundante no cérebro e nos olhos. Durante o primeiro trimestre o Ômega 3 DHA é importante porque contribui para o desenvolvimento do sistema nervoso, que começa por volta da quinta semana de gravidez.[1] O DHA é mais comumente encontrado em peixes oleosos como atum, salmão e cavala, no entanto, outras fontes incluem ômega 3 como os alimentos fortificados, bebidas e suplementos dietéticos.

    Colina: a colina, também uma vitamina B, desempenha um papel crítico no crescimento e desenvolvimento durante as primeiras semanas de gravidez, e é essencial para o bom desenvolvimento da medula espinhal.[1],[2]

    Vitamina E: embora esta vitamina seja muito importante durante a gravidez, é particularmente crítica no início, antes da maioria das mulheres saberem que estão grávidas. É essencial para proteger o DHA da oxidação, particularmente no desenvolvimento do sistema nervoso e do cérebro, e a ingestão inadequada aumenta o risco de perda precoce na gravidez.[1]

    Ácido Fólico: esta vitamina B é necessária para o desenvolvimento normal da medula espinhal porque sua deficiência aumenta o risco de defeitos no tubo neural[1] A medula espinhal fecha em torno da sexta semana de gravidez, justamente quando muitas mulheres estão descobrindo a gravidez e, por isso, é fundamental que as mulheres que estão tentando engravidar consumam níveis recomendados antes da concepção.